Plano diretor do aeroporto Internacional Aristides Pereira socializado na Boavista

 

Plano diretor que entrou na segunda-feira em fase de consulta pública e que dá as linhas mestras para a expansão a curto prazo e até 2030 da infraestrutura aeroportuária da ilha das Dunas para responder à crescente demanda turística.

Ultrapassando todas as expectativas iniciais o primeiro plano diretor do aeroporto Internacional Aristides Pereira, em funcionamento desde Novembro de 2007, já em consulta pública desde 14 de Abril e pelo período de um mês, acaba de ser socializado com os parceiros no terreno. Plano diretor faseado em 4 etapas e que traça as metas para a expansão da infraestrutura aeroportuária até 2030.

Em linhas gerais, o plano prevê a ampliação da entrada aérea da ilha das Dunas a norte e a sul, duplicando praticamente todas as áreas e serviços. A curto prazo e até 2015, planeia a reposição de estradas afetadas pela ampliação da pista, construção de um novo edifício de terminal de cargas e de um parque de estacionamento, além do aumento do terminal de passageiros, trabalhos que vão arrancar ainda este ano, garante o administrador da ASA, Jorge Fonseca.

Há muito reclamado pelas principais companhias aéreas internacionais que voam para a Boavista, a envolver um custo de um milhão de euros, o sistema de iluminação noturna, ainda em fase de estudos adicionais, é uma das medidas previstas até 2020. No total e nos próximos 15 anos, o plano diretor do aeroporto Internacional Aristides Pereira significa um investimento de 35 milhões de euros e vai naturalmente implicar a expropriação de terrenos, matéria muito sensível na ilha das Dunas com alguns proprietários de Rabil que até hoje ainda não receberam qualquer indemnização.

A infraestrutura está limitada a norte e a sul. João Monteiro, Presidente do Conselho de Administração da Agência de Aviação Civil salienta que vão ter que ser feitas cedências. O plano diretor da entrada aérea da Boavista que deverá receber em 2020 cerca de 730 mil passageiros prevê praticamente a cobertura de todas as zonas do aeroporto, a ampliação da plataforma de estacionamento de aeronaves, o aumento do terminal de chegadas dotando-as de áreas comerciais e serviços, acrescentando também balcões de check in, a criação de uma zona de handling ao norte da plataforma, a extensão da pista para aeronaves de maior envergadura. A consulta pública do plano diretor do aeroporto da Boavista decorre de 14 de Abril a 14 de Maio, podendo ser analisado ao detalhe na câmara municipal da ilha das Dunas, nas sedes da Agencia de Aviação Civil e da ASA ou nos respetivos websites. Fonte – RTC

© www.anmcv.com - 2010
Dom DigitalProduzido por Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.