Os valores e a cultura devem ser o ponto de partida para a adopção de qualquer modelo de regionalização que Cabo Verde pretender seguir


A tese é de Inácio Ribeiro, Presidente da Câmara Municipal da cidade portuguesa de Felgueiras e foi defendida minutos antes do arranque de uma palestra sobre a regionalização no Centro cultural do Mindelo.

Falando da contribuição que Portugal poderá trazer ao modelo de regionalização que Cabo Verde vier a implementar, Inácio Ribeiro assinala a experiência do seu país que, desde 1974 vem seguindo um modelo baseado nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira. Segundo ele, Cabo Verde deverá adoptar o modelo que leve em consideração a sua geografia. Inácio Ribeiro e respectiva comitiva do município português de Felgeiras estão em São Vicente a convite da Câmara Municipal da ilha a propósito dos 135 anos da elevação da cidade do Mindelo à categoria de cidade. Fonte - RTC

© www.anmcv.com - 2010
Dom DigitalProduzido por Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.