Orlando Balla quer Brava elevada a Património da Humanidade

O presidente da Câmara Municipal da Brava, Orlando Balla não considera descabida uma proposta de elevar esta ilha a Património da Humanidade. O edil garante que Nova Sintra tem particularidades que devem ser analisadas pelo Instituto de Investigação e Promoção da Cultura.

A ilha Brava, a capital cabo-verdiana da Cultura, quer agora também ascender ao estatuto de Património da Humanidade. O autarca assegura que a ilha das flores reúne todas às condições para esta candidatura.

Orlando Balla adianta ter conhecimento de cidades pequenas, que aparentemente não apresentavam condições para serem Património da Humanidade, mas conseguiram ascender a esta categoria, e porque não a ilha da Brava também não pode fazer o mesmo.

A seu ver, a cidade de Nova Sintra tem particularidades que devem ser estudadas, daí que convida o Instituto de Investigação e Promoção da Cultura a analisar o caso.

Balla fala da Brava como o berço da morna, sublinhando que a vê como uma jóia que ainda não é apreciada como deve ser.

Doravante o sonho desta autarca é ver a Brava elevada à categoria de Património da Humanidade.

© www.anmcv.com - 2010
Dom DigitalProduzido por Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.