Género

No caso do Concelho de Santa Cruz, onde a principal actividade económica se resume à actividade agropecuária, pesca e pequeno comércio, a pobreza afecta, estatisticamente comprovada, mais as mulheres chefes de famílias do que os homens.

A situação social da mulher está ainda muito aquém do ideal e como se isso não bastasse é nela que encontramos a maior percentagem da pobreza, do desemprego, etc. Ainda associado a isso está o facto da maioria dos chefes de agregado familiar serem mulheres. Muitas mães solteiras vivem dos trabalhos por conta própria como a apanha de inertes nas ribeiras e praias, venda de peixe, venda a retalho em barracas/quiosques ou porta-a-porta. Muitas vivem na dependência económica do marido ou companheiro e, muitas vezes, registam-se maus-tratos de que são vítimas.

A Câmara Municial (executivo municipal) dispõe de sua própria unidade de apoio à promoção de igualdade e equidade de género.

Existem várias ONGs, umas com delegações a nível do Concelho, que trabalham com as associações comunitárias e associações de mulheres da Cidade de Pedra Badejo – como MORABI (Associação de Apoio a Auto- Promoção da Mulher no Denvolvimento); OMCV (Organização da Mulher de Cabo Verde; Associação Seropositivo de Santiago; SOLMI (Associação de Apoio as Iniciativas Auto- Promoção); ICIEG (Instituto para Igualdade e Equidade de Género) e Associação das Mulheres Juristas prestam o apoio juridico as vítimas de violência domestica e também as vítimas vulneralveis a possibilidade de beneficiar de um tratamento especifico, o mais adaptado possível a sua situação.

O financiamento das actividades relacionados com a promoção da igualdade de género e da promoção da melhor em Santa Cruz é, para as instuições públicasm assegurado, em grande medida pelos recursos orçamentais do governo central e do orçamento do município. Para as ONG e as associações, os projectos são financiados seja pelo governo seja pela cooperação internacional ou ainda em situações menos significativas com recursos próprios.

Considerando a reduzida capacidade de financiamento a nível local, impõe-se o desenvolvimento de estratégias visando o estabelecimento de parcerias com organismos de cooperação bilateral e multilateral, como ONG internacionais e no quadro da cooperação descentralizada.

 

 

Entre em contacto connosco para mais informações.

© www.anmcv.com - 2010
Dom DigitalProduzido por Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.