Minimize

Cabo Verde poderá colocar à disposição uma Universidade Aberta daqui á dois anos

É com esta perspectiva que a cidade da Praia acolhe, um seminário sobre Sistema de Universidade aberta: Educação à Distância no Brasil e nos Países de Língua Portuguesa, que conta com a participação de 30 representantes daquele país da CPLP e dos PALOP.

Cabo Verde deverá, dentro de dois anos, colocar à disposição, uma Universidade Aberta, que terá como propósito promover o ensino à distância e assim alargar as possibilidades de acesso ao ensino superior a partir de qualquer ponto do país.

A Universidade Aberta, de acordo com o ministro do Ensino Superior, deverá funcionar como um núcleo de apoio às universidades no desenvolvimento de cursos à distância e terá pólos nas várias ilhas.

António Correia e Silva, que procedeu à abertura de seminário, acredita que o projecto que está a ser montado com o apoio técnico e financeiro do Brasil deverá estar operacional dentro de dois anos.

A Universidade Aberta, comenta António Correia e Silva, vai entretanto, começar por um núcleo junto ao Instituto Universitário de Educação, dada à prioridade e à necessidade permanente, no país, de qualificação dos professores.

No seminário, que decorre no Instituto Superior de Educação, na Praia, os participantes estão, entre outros pontos, a compartilhar a experiência brasileira. Ao longo dos dois dias, o seminário também estará a discutir práticas de ensino à distância nos PALOPS, além de definir potenciais áreas de cooperação entre os países e entre as universidades.

© www.anmcv.com - 2010
Dom DigitalProduzido por Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.