CULTURA | SÃO MIGUEL ACOLHE LANÇAMENTO DO LIVRO DE MANA GUTA

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL

GABINETE DE COMUNICAÇÃO E IMAGEM

 

 

PRESS RELEASE

 

 

Prezado/a Jornalista,

 

No âmbito das atividades comemorativas do mês do professor cabo-verdiano, que se assinala no dia 23 de abril, a Câmara Municipal de São Miguel, em parceria com autora micaelense Maria Augusta Évora Tavares Teixeira, promove o lançamento de “Libru Grandi di Nhara Sakedu, Vulumi I”, que é um livro de Registo, Memória e Auto-ficção, escrito em Língua Cabo-verdiana, e “Língua de Berço”, escrito em língua portuguesa, que, por sua vez, dá sustentabilidade histórica e técnica ao primeiro.

Duas obras numa única publicação que, segundo a autora, pretendem dar um modesto contributo à valorização do Crioulo de Cabo Verde, principalmente na sua vertente escrita.

Assim sendo, vimos pela presente, solicitar os bons préstimos do vosso serviço na divulgação e cobertura do evento, agendado para 20 de abril, às 10h, no Salão Nobre da Câmara Municipal.

Junto enviamos a biografia da autora.

 

As nossas cordiais saudações!

 

Pel’O Gabinete de Comunicação e Imagem
Albertino Aurora Pina
Contacto: (+238) 9186633 / 9368455

 

 

 

 

Maria Augusta Évora Tavares Teixeira, que também usa o Pseudónimo literário de Mana Guta, é uma escritora cabo-verdiana que se tem dedicado às temáticas das línguas, literaturas e memória. Publicou o seu primeiro artigo académico em 1992 e dessa época a esta parte somam-se já 15 títulos, entre artigos académicos e contos, para além de dois livros: Autoria e Construção da Identidade Cabo-verdiana: diálogos entre a obra de Germano Almeida e o Discurso Parlamentar (2010) e Outras Pasárgadas de Mim: três histórias de inclusão (2014). Na ficção, dedica-se à literatura de inclusão para crianças e adultos.

Perfil Académico e profissional: Licenciada e Mestre em Letras pela Universidade Federal Fluminense do Rio de Janeiro; Pós-Graduada em Formação de Formadores pelo I. P. de Coimbra e Pós-Graduada em Estudos Africanos pela Universidade do Porto. No projeto de Doutoramento, estuda questões de literatura e representações das línguas de Cabo Verde ligadas à identidade cultural em construção, uma tese que faz a interface entre Letras e Ciências Sociais sob o título “A VOZ DOS CONTINUADORES: O REINVENTAR DO PAÍS-NAÇÃO ATRAVÉS DA POESIA CANTADA”.

Membro da Associação de Estudos Linguísticos (de carácter internacional), da Sociedade Cabo-verdiana de Autores e da Associação de Escritores de Cabo Verde. Professora universitária, desde 1997, primeiro a tempo inteiro e agora a tempo parcial.

Pertence ao quadro de pessoal da Assembleia Nacional; vem desempenhando funções na Administração Pública, desde 1999, como técnica e como dirigente. Foi eleita em 26 de Março de 2015 pelos deputados do Parlamento cabo-verdiano  para desempenhar o cargo de Membro do Conselho Regulador da Autoridade Reguladora para a Comunicação Social.

Prémios: Foi contemplada com um Diploma de Louvor, pelo seu desempenho no departamento governamental responsável pelas tutelas de Comunicação Social, Presidência do Conselho de Ministros e Assuntos Parlamentares. Ganhou em 2012 o I Prémio Nacional de Inclusão, na vertente Literatura. Ganhou em 2015 o Prémio Lusófono de Literatura Infanto-Juvenil (Prémio Matilde Rosa Araújo – Menção Honrosa).

PUBLICAÇÕES:

Publicações Individuais

Produção académica:

Ø  De 1992 a 2010, publicou vários artigos académicos nas áreas de línguas, literaturas e memória; identidade cultural e formação do sujeito nacional cabo-verdiano.

Ø  Em 2010 foi a vez de Autoria e Construção da identidade cabo-verdiana: diálogos entre a obra de Germano Almeida e o discurso parlamentar, dissertação de Mestrado, publicada pelo Instituto de Letras da UFF, através da Biblioteca Central do Gragoatá, Niterói-RJ.

 

 Produção literária:

Ø  Outras Pasárgadas de Mim, livro de contos, publicado em 2014

Ø  Camões Crioulo coletânea de 13 contos infanto-juvenis (disponível parcialmente on line). Da obra foram publicados os contos “Nhu Mar”, “O Senhor Araújo” (Prémio Matilde Rosa Araújo), “Camões Crioulo” e “Dá-me de Beber”– em periódicos.

Ø  Casa da Joana, colectânea de contos para adultos, (parcialmente inédita) de que fazem parte os contos “Os Furtados”, “Os Mirandas”, “Pilonkam – Kan kan” já publicados em periódicos.

 

Publicações em Co-autoria

Produziu, em co-autoria com a Associação de Escuteiros de Cabo Verde e outros escritores infanto-juvenis, uma colectânea de 10 contos em áudio-livro Ouvir o livro, para o qual cedeu o conto “Nhu Mar” e voz. O projeto é dedicado a crianças invisuais e distribuído gratuitamente às associações e outras ONG que trabalham com crianças que têm necessidades especiais.

Em co-autoria institucional, co-produziu, vários livros e outras publicações como manuais, textos de exposições comemorativas e de solenidades, e ainda de exposições permanentes do Estado de Cabo Verde, especialmente da Assembleia Nacional.

 

 

Crítica Literária e Academia

O trabalho literário de Mana Guta já foi alvo de apreciação na academia e no domínio da crítica literária, por estudiosos, escritores e críticos literários, dos quais se destacam: Professor Doutor Manuel Veiga, no seu livro A Palavra & o Verbo (2016), Professor Doutor Dércio Braúna, escritor brasileiro e autor de vários livros de literatura e crítica literária, no seu livro A Assombração da História - História, literatura e Pensamento pós-colonial (2015) e trabalhos de análise social e literária por Me. José Teixeira, Psicólogo, Mestre em Psicologia Social e Professora Doutora Eurídice Monteiro Socio-Politóloga e Professora Universitária, e de revistas como a da Academia Cabo-verdiana de Letras.

A produção académica tem servido de referência aos estudiosos da cultura e das línguas de Cabo Verde, especialmente para os falantes da língua portuguesa.

 

Elaborada por Casa e Verbo

Praia, Cabo Verde, ano de 2017

 

© www.anmcv.com - 2010
Dom DigitalProduzido por Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.