ANMCV faz parte pa Rede Euro-Africana de Municípios

Os municípios cabo-verdianos passam, a partir de agora, a fazer parte da Rede Euro-Africana de Municípios que engloba as associações e federações de municípios das Canárias, das Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, do Senegal e da Mauritânia.

Este é para já o balanço da deslocação que o Presidente da Associação Nacional dos Municípios de Cabo Verde (ANMCV), Francisco Tavares, fez às ilhas Canárias, na semana passada.

Com este protocolo denominado “Vecindad” ou se quisermos “Vizinhança” (em português) assinado a 24 de Março, os municípios de Cabo Verde, do Senegal e da Mauritânia vão passar a beneficiar de projectos no domínio das boas práticas de governação municipal, de reforço do modelo institucional das políticas da União Europeia, visando, essencialmente, o desenvolvimento económico dos países euro-africanos e da administração electrónica no espaço Euro-africano.

Através deste projecto, que integra o eixo 3 do programa da UE, os municípios cabo-verdianos vão poder participar em vários fora organizados pela União Europeia, pelo Parlamento Europeu, pela Comissão Europeia ou Comité de Regiões, mas também nos fora da Federação Espanhola de Municípios e outras organizações similares no espaço da UE.

"Por essa via vamos poder ter mais recursos, nomeadamente recursos técnicos para o desenvolvimento dos nossos municípios", explicou Francisco Tavares.

No caso concreto da ANMCV, a associação vai priorizar a elaboração de planos de desenvolvimento de competências para todos os municípios, e ainda promover acções d e formação no domínio da administração electrónica e possivelmente de mobilidade, porque no entender do Presidente da ANMCV, "a mobilidade e os planos de mobilidade são instrumentos de gestão urbana, que permitem melhorar a sua eficácia e que permitem, inclusive, melhorar o bem-estar daqueles que vivem nos centros urbanos, bem como a funcionalidade do sistema de transportes e a integração do espaço humano e económico”.

O Presidente da ANMCV fez questão de frisar que a parceria especial com a UE pretende valorizar a aproximação de Cabo Verde às Regiões Ultra Periféricas (RUP), principalmente a Macaronésia, intensificando, ao mesmo tempo, as suas relações com a sub-região da África Ocidental, no quadro da CEDEAO.

Para além do Presidente da ANMCV e de Santa Catarina de Santiago, participara neste encontro nas Canárias os Presidentes das Câmaras Municipais da Praia e do Sal, Ulisses Correia e Silva e Jorge Figueiredo.

© www.anmcv.com - 2010
Dom DigitalProduzido por Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.