ANÍBAL FONSECA: TRANSFORMAR A FESTA DE SÃO JOÃO CADA VEZ MAIS NUMA FESTA DE CARISMA INTERNACIONAL

 

 

O Presidente da Câmara Municipal do Porto Novo, em jeito de balanço das festividades de São João, em entrevista ao Notícias do Norte, no final da corrida de cavalos do Porto Novo, disse que, mais uma vez, a cidade do Porto Novo “teve um grande São João” e que as corridas foram marcadas por um bom ambiente e boa competitividade entre os competidores, o que valoriza cada vez mais esta modalidade cultural da ilha.

Classifica como positivas as festas de São João e realça a boa adesão das pessoas. Como tem sido hábito em todos os anos, marcam presença nestas festividades milhares de pessoas o que constitui um elemento essencial para a economia da ilha por esta época, por isso, Aníbal destaca a “enorme moldura humana” que se pode ver durante estes dias, com um maior pico nos dias 23, com a peregrinação da imagem de São João desde Ribeira das Patas até Porto Novo que, de ano para ano, tem arrastado milhares de pessoas.

“Destaco a presença do Presidente da República que trouxe um novo brilho e muito mais emoção e presença do Estado de Cabo Verde nas festas, além da presença de outras entidades e instituições várias”. Portanto, garante que não é apenas mais uma festa religiosa e cultural, mas também institucional. “São João tem sido mais um elemento cultural a fazer crescer Cabo Verde”, diz.

Elevado a património cultural imaterial nacional em 2017, agradece a forma cívica como a população participou nas festas e destaca o “brilho e também um bom clima” numa grande festa e que, naturalmente, a autarquia vai continuar a fazer o seu papel no desenvolvimento e na elevação cada vez mais das festas de São João bem como no desenvolvimento geral do Porto Novo, assegura Fonseca.

“Temos a grande responsabilidade, não só de preservar esta elevação de São João a património imaterial nacional, mas também de elevar ainda mais o nível de São João por todo Cabo Verde e transformá-lo, cada vez mais, numa festa de carisma internacional, com a ajuda da sociedade civil para dinamizar a economia local”. Para o edil do Porto Novo, este é um investimento “para as pessoas” tirarem o maior proveito desta manifestação cultural.

“Uma grande actividade comercial, religiosa e política também de maneira que o papel da autarquia é honrar cada vez mais o nome do Município do Porto Novo ‘lá em cima’”, conclui.

 

FONTE: NOTÍCIAS DO NORTE



© www.anmcv.com - 2010
Dom DigitalProduzido por Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.