A AFIRMAÇÃO É DO PRESIDENTE  DA CÃMARA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL QUE FALOU EM SUBSTITUIÇÃO DA ANMCV, MANUEL DE PINA

 

 

A Associação Nacional dos Municípios de Cabo Verde (ANMCV) apoia a proposta de Regionalização apresentada pelo Governo que estabelece a divisão da ilha de Santiago em duas regiões, revelou hoje na cidade da Praia o autarca Herménio Fernandes.

 

O presidente da Câmara Municipal de São Miguel, que falava à Inforpress durante as Jornadas Autárquicas das Regiões da Macaronésia, em substituição do presidente da ANMCV, Manuel de Pina, afirmou que este modelo se justifica porque Santiago é a ilha maior do país e deve-se ter o poder mais próximo das pessoas.

“Santiago é a ilha maior do país, é composta por nove municípios e a nível da Região Política já existem essas duas regiões. E sendo assim nós entendemos que a nível administrativo faz todo o sentido manter essas duas regiões,” defendeu Fernandes que não crê que esta medida possa acentuar as assimetrias regionais entre Santiago e as diferentes ilhas do país.

 

Para este responsável a proposta de Regionalização do Governo apresenta uma região com sede em Assomada, Santa Catarina, que representará a Região Norte.

Tendo em conta as necessidades e particularidades dessa extensa região, a ANMCV está segura que, desta forma, o poder estará mais perto das pessoas que terão oportunidade de tomar decisões com impacto nas suas vidas e para o benefício das populações.

Em relação ao país, Fernandes acredita que a Regionalização é fundamental para colocar Cabo Verde numa nova fase, dar força às ilhas, levar o poder às regiões para beneficiar e melhorar a vida das pessoas e o ambiente de negócios.

 

A proposta de Regionalização apresentada pelo Governo cria as regiões administrativas e regula o seu modo de eleição, as suas atribuições e organização.

 

 

FONTE: INFORPRES

© www.anmcv.com - 2010
Dom DigitalProduzido por Dom Digital.
Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.